Análise da perda de cobertura vegetal entre 2010 e 2020 a partir dos dados de focos de calor registrados na Amazônia Legal

Autores

  • Hildeberto Ferreira de Macêdo Filho Instituto Federal do Norte de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.46636/recital.v3i3.219

Palavras-chave:

Impactos Ambientais, Arco do Desmatamento, Queimadas, Região Amazônica

Resumo

As constantes queimadas na Amazônia ocasionam, além da perda de cobertura vegetal, consequências adversas ao meio ambiente, principalmente emissões de gases de efeito estufa. O Arco do Desmatamento é uma área que cobre parte do território da Amazônia brasileira e tem como agente principal o avanço da fronteira agrícola pelo país. Em face do exposto, a área territorial da região amazônica está contemplada pelo arco do desmatamento, logo, apresenta grandes evidências de queimadas decorrentes de ações antrópicas. Neste contexto, o presente estudo visa averiguar a incidência de focos de calor no bioma amazônico no espaço temporal de 2010 a 2020. O processo metodológico baseou-se em dados do sistema de detecção de focos de calor do satélite AQUA acumulados entre 1º de janeiro e 31 de dezembro para o ano de 2010, 2015 e 2020. Os dados das áreas de cicatrizes de fogo foram obtidos através do Projeto MapBiomas no espaço-tempo definido. Com isso, percebemos que o número de focos de calor diminui com o passar dos anos, enquanto os dados de cicatrizes de fogo aumentaram em um intervalo de cinco anos.

Downloads

Publicado

17.12.2021

Como Citar

MACÊDO FILHO, H. F. de. Análise da perda de cobertura vegetal entre 2010 e 2020 a partir dos dados de focos de calor registrados na Amazônia Legal. Recital - Revista de Educação, Ciência e Tecnologia de Almenara/MG, [S. l.], v. 3, n. 3, p. 127–141, 2021. DOI: 10.46636/recital.v3i3.219. Disponível em: https://recital.almenara.ifnmg.edu.br/index.php/recital/article/view/219. Acesso em: 16 jan. 2022.