Uso de bioestimulante na produção de mudas recipientizadas de batata-doce (Ipomea batatas)

Autores

  • Antonia Mirian Nogueira de Moura Guerra Universidade Federal do Oeste da Bahia
  • Iarla Marques da Cruz Universidade Federal do Oeste da Bahia
  • Edeilton Borges dos Santos Universidade Federal do Oeste da Bahia
  • Paloma Andrade Santos Universidade Federal do Oeste da Bahia
  • César Fernandes Aquino Universidade Federal do Oeste da Bahia

DOI:

https://doi.org/10.46636/recital.v4i3.303

Palavras-chave:

Enraizamento, Ramas, Stimulate®

Resumo

A recipientização de mudas assegura a obtenção de mudas com maior celeridade e com qualidade fitossanitária. O uso de bioestimulantes favorece o rápido enraizamento e produção da parte aérea da muda. Objetivou-se avaliar a influência de bioestimulante Stimulate® na produção de mudas de duas cultivares de batata-doce recipientizadas. O experimento seguiu um delineamento em blocos inteiramente casualizados em esquema fatorial 2 x 3 com 5 repetições. Os fatores foram constituídos por duas cultivares de batata-doce (Polpa Beterraba e Rubissol) e três formas de tratamento das estacas (imersão em água por quatro dias consecutivos, imersão em solução de bioestimulante para enraizamento, Stimulate® na concentração 10 mL/L por 30 minutos, e plantio direto sem nenhum tipo de imersão em qualquer solução) cultivadas em bandejas de polietileno expandido com 72 células. As cultivares de batata doce responderam positivamente ao uso do bioestimulante Stimulate® para a produção de mudas, com destaque para a Rubissol. As mudas recipientizadas e tratadas com o bioestimulante Stimulate® já estão aptas para serem transplantadas para o campo a partir de 45 DAP. A aplicação de bioestimulante Stimulate® promoveu um melhor enraizamento, produção de parte aérea e acúmulo de massa de matéria seca total em mudas recipientizadas de batata-doce.

Downloads

Publicado

18.01.2023

Como Citar

NOGUEIRA, M.; CRUZ, I. M. da; SANTOS, E. B. dos; SANTOS, P. A.; AQUINO, C. F. Uso de bioestimulante na produção de mudas recipientizadas de batata-doce (Ipomea batatas). Recital - Revista de Educação, Ciência e Tecnologia de Almenara/MG, [S. l.], v. 4, n. 3, p. 137–151, 2023. DOI: 10.46636/recital.v4i3.303. Disponível em: https://recital.almenara.ifnmg.edu.br/index.php/recital/article/view/303. Acesso em: 3 fev. 2023.