Parâmetros históricos e filosóficos para a revisão da Declaração Universal dos Direitos Humanos no século XXI

Autores

  • Alex Lara Martins Instituto Federal do Norte de Minas Gerais - Campus Almenara
  • Regina Mendes de Araújo Instituto Federal do Norte de Minas Gerais - Campus Almenara

DOI:

https://doi.org/10.46636/recital.v1i2.68

Palavras-chave:

Direitos Humanos, Minorias, Simulação, Ética, Declaração Universal de Direitos Humanos

Resumo

Este ensaio expõe os desafios e os parâmetros para a revisão da Declaração Universal dos Direitos Humanos, tendo em vista torna-la adequada aos novos desafios éticos, jurídicos, sociais e existenciais do século XXI. Trata-se de uma tarefa complexa, que pode ser testada num modelo de simulação das Nações Unidas. Os objetivos deste trabalho envolvem tanto a retomada de marcos históricos que precederam a Declaração Universal dos Direitos Humanos, quanto a consideração de direitos difusos que surgem do debate sobre o conceito de minorias e das novas configurações sociais do século XXI. Esses direitos difusos podem colocar em litígio a noção de universalidade dos direitos humanos, a menos que se reconheçam os erros do argumento relativista.

Downloads

Publicado

25.02.2020

Como Citar

MARTINS, A. L.; ARAÚJO, R. M. de. Parâmetros históricos e filosóficos para a revisão da Declaração Universal dos Direitos Humanos no século XXI. Recital - Revista de Educação, Ciência e Tecnologia de Almenara/MG, [S. l.], v. 1, n. 2, p. 61–81, 2020. DOI: 10.46636/recital.v1i2.68. Disponível em: https://recital.almenara.ifnmg.edu.br/index.php/recital/article/view/68. Acesso em: 22 out. 2021.